ABRE-TE, INEDITISMO

terça-feira, dezembro 15, 2015 5 Comments A+ a-



É nobre da minha parte sempre querer colocar medalhas de honra ao mérito para o acaso. Assim evidencio que nada pode de fato ser planejado por completo sem a intromissão poética do improvável em seu traje de gala. Parece uma descrição dos seus sentidos funcionando juntos num dia comum. Talvez seja mesmo.

Não posso chamar tal ineditismo de algo ordinário, pois praticamente consegue desarmar grande parte de minhas defesas emocionais veteranas. Antevejo alguns dos seus passos mas num segundo momento, você está descalça andando sobre um assoalho de madeira que range o suficiente pra despertar um moribundo, porém, meus ouvidos só conseguem catalogar as batidas de seu órgão cardiovascular. 

Doravante a vida poderia ser escrita com letras de forma num daqueles cartões comemorativos. Nem são desejos de verdade, mas ajudaria a me lembrar de que um dia o orgulho foi inquilino em minha casa. Hoje está nas ruas tentando consertar a vida de alguém que não precisa de nenhum reparo. Claro, meu orgulho sempre adorou entrar na lista de produtos supérfluos.

Em minha defesa, apenas o seu ataque.

Meu contra-ataque?

Te levaria café na cama mas sempre preferi as alturas. E você parece gostar do teto de todos os quartos que nunca adormecemos de verdade.


Ninguém fecha os olhos quando botões e zíperes estão abertos.

Imagem: Milan Carnansky

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

5 comentários

Write comentários
Unknown
AUTHOR
15 de dezembro de 2015 16:10 delete

"Te levaria café na cama mas sempre preferi as alturas." Howch... isso soa perfeito para mim!

Reply
avatar
Nane Lemes
AUTHOR
15 de dezembro de 2015 16:11 delete

"Te levaria café na cama mas sempre preferi as alturas." Howch... isso soa perfeito para mim!

Reply
avatar
Vitor Costa
AUTHOR
5 de janeiro de 2016 22:35 delete

"Ninguém fecha os olhos quando botões e zíperes estão abertos." Hahaha

Cara, você, sem dúvida, é um dos melhores em lidar com metáforas, nesse sentido sua criatividade é infindável. Parabéns!

Um fomidável 2016

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
17 de abril de 2016 23:53 delete

Mas que honra!
Um bom ano pra todos!

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
17 de abril de 2016 23:54 delete

Fico feliz que faça sentido pra você, Nane!

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.