RESOLUÇÕES DE ANO NOVO EM BAIXA RESOLUÇÃO

segunda-feira, janeiro 06, 2014 12 Comments A+ a-



As decorações natalinas ainda invadem o sempre superestimado janeiro. Poucas surpresas aparecem riscadas no calendário e o tapete dá a impressão de flutuar pela sala com tantas promessas varridas por baixo dele em doze longos meses do ano que se foi.

Se o entusiasmo faz as malas, duas pessoas não fazem as pazes. Se o conformismo governa as ações daqueles que nos rodeiam, é preciso viver aplicando golpes de Estado. Ar puro não salva pulmões doentes.

Muitos tentaram negligenciar seus talentos e politizar os mais magníficos lampejos de sua genialidade criativa. Alguns ficaram com os escombros dos seus esforços, a poeira dos verdadeiros dia de luta. Mas não existe multiplicação pra quem não tem ambição.

O mais, quando é do mesmo, é menos. Só é ápice quando precisamos rastejar para não acertar as estrelas.

Imagem: Sam Javanrouh

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

12 comentários

Write comentários
Luísa Zanni
AUTHOR
6 de janeiro de 2014 16:57 delete

Ah, Brunno... Sinto muito mais adoro superestimar janeiros. A verdade é que superestimo a vida toda, o tempo todo.

Mas as pessoas precisam(os) mesmo parar de varrer promessas pra debaixo do tapete. Todo mundo sabe (inclusive a gente) que elas estão lá. O lado bom de janeiros é acumular tanta promessa varrida pra lá que o tapete realmente quase voa, e joga promessas e verdades antigas na nossa cara.

Ah, o que dizer? Desejo um 2014 com estrelas te fazendo cafuné!

Reply
avatar
TOM MORAIS
AUTHOR
8 de janeiro de 2014 23:55 delete

É sempre dificil se acostumar com a ideia de um ano novo ainda em janeiro. É sempre dificil se acostumar com a ideia de que podermos esquecer o que aconteceu no ano anterior. Amei o texto.
cronicasdeumlunatico.blogspot.com

Reply
avatar
13 de janeiro de 2014 23:57 delete

Porque será que nao conseguimos realizar nenhuma dessas promessas de ano novo e mesmo sabendo disso continuamos fazendo mais e mais para os proximos anos. Isso é triste, de uma certa forma, é como se vivessemos de ilusoes, vontades que nao se realizarao, porque já nos acostumamos a desejar com muita forca para dois minutos depois esquecer o que queríamos e passar pra próxima. Acho que viver é o contrario disso. Viver é realizar essas promessas, nao deixar nada debaixo do tapete.
;É sempre muito bom vim aqui, beijos
barradosno-baile.blogspot.com

Reply
avatar
18 de janeiro de 2014 03:17 delete

essa parte "o tapete dá a impressão de flutuar pela sala com tantas promessas varridas por baixo dele em doze longos meses do ano que se foi." resume bem o meu 2013, mas sabe Brunno, ano novo, vida nova, discursinho clichê o meu, sei, mas no fundo é verdade: faça promessas melhores e não esconda-as mais no tapete.
http://denovomaisumavez.blogspot.com.br/

Reply
avatar
Dani Brito
AUTHOR
18 de janeiro de 2014 23:10 delete

Bem, eu iniciei meu ano novo no final de Novembro, para evitar a ansiedade de esperar virar o calendário...
Novas escolhas, com elas renúncias...e muitas promessas não planejadas, planejamentos são as vezes frustrantes! E desta vez, nada de exageros...coisas simples. Estou já vivendo a novidade deste ano, e amando-as !

Reply
avatar
19 de janeiro de 2014 17:59 delete

"Se o entusiasmo faz as malas, duas pessoas não fazem as pazes." essa frase ficou gravada em mim. Embora todo o texto seja "um tapa na cara da sociedade".

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
26 de janeiro de 2014 22:20 delete

Não a culpo por ser esperançosa no começo do ano, de verdade.

Espero que esse seja o melhor de todos.
Obrigado pela visita e gentileza de sempre.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
26 de janeiro de 2014 22:21 delete

Difícil mas nunca impossível, espero.
Ótimo ano pra você.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
26 de janeiro de 2014 22:27 delete

Justamente, talvez as promessas sejam culpas que não conseguimos colocar em ninguém.

Obrigado pela visita.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
26 de janeiro de 2014 22:31 delete

Nunca é tarde para se fazer a coisa certa, Gabriela.

Feliz 2014.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
26 de janeiro de 2014 22:39 delete

Dani, você provou o ponto que tento mostrar em anos a fio: O novo não tem data, é sempre hora para fazer diferente, sempre hora de começar e mudar.

Parabéns.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
26 de janeiro de 2014 22:44 delete

Obrigado pela opinião, Kassya. Fico feliz que as coisas tenham feito sentido pra você.

Volte sempre.

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.