VENCIDOS PELO CONFORTO

segunda-feira, outubro 14, 2013 14 Comments A+ a-



Um epitáfio ilegível decora o leito de algumas emoções antigas. Sobre o ombro da vida, apenas o supérfluo. Contando os dias sem fim, a noção do tempo se equipara a qualquer virgindade: perdida.

A realidade de plástico soube escalar a moral valendo-se de artifícios como a falácia e a presunção - termos conhecidos na prática já que a teoria queimou os próprios livros. Cinzas, então, voam abaixo de um céu da mesma cor.

Sem graça, o nó da gravata se confunde com o da garganta. Todos os métodos foram abandonados por instintos automáticos e repetitivos. Não existem lugares confortáveis para a consciência repousar, logo, a estafa sempre está na primeira fila.

Greves intelectuais se transformaram em verdadeiras profissões. Como questionar sem o conhecimento do argumento? Embasados sobre o nada, qualquer coisa soa como verdade maciça. É a preguiça ganhando os mais altos salários na indústria das sensações.

O exército do conforto só é formado de altas patentes. E quando todos se sentem generais, os inimigos são tratados como os únicos soldados.

Lamento que a única reação da nossa geração seja alérgica.


Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

14 comentários

Write comentários
Lainha
AUTHOR
14 de outubro de 2013 12:17 delete

Espero pessoas na saída de suas zonas de conforto.

Adoro esse seu cantinho, Brunno. Bjo

Reply
avatar
Erica Ferro
AUTHOR
14 de outubro de 2013 16:24 delete

Triste a nossa realidade. Triste a preguiça dos que nos rodeiam. Eu, errante, aos tropeços, ao menos tento ir na contramão, tento sacudir os que dormem.

Cara, deixa eu te dizer uma coisa: o seu comentário, no conto que fiz com duas amigas queridas e postei no Sacudindo, foi um dos mais bonitos e tocantes. Adorei. Agradeço pelas suas palavras lá, Brunno.

Um abraço!

Sacudindo Palavras

Reply
avatar
14 de outubro de 2013 22:44 delete

Quem nunca se acomodou numa situação confortável que atire a primeira pedra.

www.fernandaprobst.com.br

Reply
avatar
15 de outubro de 2013 23:49 delete

Cara, como não classificar o que tu escreve como simplesmente fantástico? Vá jogar assim com as palavras no raio que o parta! Brilhante, meu caro!

Grande abraço!

Reply
avatar
23 de outubro de 2013 13:29 delete

Tu tens palavras rebuscadas

Reply
avatar
TOM MORAIS
AUTHOR
24 de outubro de 2013 22:54 delete

Já li vários blogs, mas nunca conheci alguém que lidasse tão bonito com as palavras. Adorei. Parabéns.
cronicasdeumlunatico.blogspot.com

Reply
avatar
Ariana
AUTHOR
30 de outubro de 2013 23:16 delete

Se acomodar com algo é o mais fácil a se fazer e quase sempre nos optamos pelo fácil.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
1 de novembro de 2013 09:21 delete

Adoro as visitas e palavras gentis.
Volte sempre.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
1 de novembro de 2013 09:22 delete

Quando algo é relevante, eu procuro deixar minha opinião incentivando a continuação da arte. Foi o caso da sua postagem.

Obrigado pela visita.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
1 de novembro de 2013 09:23 delete

Justamente MF. O segredo é encontrar maneiras de não se acomodar com o pouco.

Sempre gentil.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
1 de novembro de 2013 09:25 delete

Pois é Antônio, confesso que tento sempre fazer o máximo de sentido possível. Grato por entender o processo e fazer questão de vir aqui deixar esse incentivo.

Parabéns pelo seu trabalho no "Que momento!"

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
1 de novembro de 2013 09:26 delete

Olá Kassya.
Obrigado pela visita, espero que volte sempre.

Sobre as palavras, talvez sejam, talvez não. Apenas torço para que façam sentido pra quem lê.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
1 de novembro de 2013 09:27 delete

Que honra. Fico feliz pela visita e pela gentil opinião.

Reply
avatar
Brunno Lopez
AUTHOR
1 de novembro de 2013 09:27 delete

É a constante luta, não Ariana?
Obrigado por vir aqui desde sempre.

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.