NUNCA SE É POBRE PARA PAGAR O PREÇO DOS SONHOS

quarta-feira, março 06, 2013 18 Comments A+ a-



Fazer é o verbo. Sentido é a direção. Se forem vontades, cria-se um impulso. Se forem obrigações, alimenta-se a decepção. O sal do suor tempera os anseios dos que trabalham.



Quando não se pode escolher, todo emprego é apenas um relógio martelando suas verdadeiras expectativas como um suplício corporativo. 
Quando se pode, os dias costumam sorrir com a voz do despertador.



Mas acordar é – e tem que ser - pra todos. Ficar na cama é um jeito confortável de perder a transformação diária do mundo, ainda que existam os que consigam ser mais inteligentes de olhos fechados – e de boca também.



O que não se paga, se desperdiça. Habilidades só valem pela necessidade quando se sabe valorizar o talento. Se você for o dono da empresa da sua vida e a falha estiver na lista de candidatos, não tenha receio em admiti-la.



Pode parecer estupidez mas quem se acostuma com tudo dando certo não tem o tempero emocional necessário quando o revés chega. E ele chega. Você não tem que colocar um capacho escrito “Bem-vindo” com letras em alto relevo na esperança de amenizar suas misérias emocionais. Você só precisa garantir que, quando o inverno passar, nada de bom que existe em você seja levado.



A vida é uma música que a gente compõe todos os dias. Escolha as pessoas certas pra tocar na sua banda, pois sozinho você só tem uma letra onde ninguém canta junto.



Imagem: Sandeep Mishra

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

18 comentários

Write comentários
7 de março de 2013 07:48 delete

Nossa, Bruno, eu simplesmente amei teu texto, cara. Quanta simplicidade com as palavras. Estou seguindo!


Beijo.

Reply
avatar
7 de março de 2013 22:13 delete

A vida sempre, em algum momento, vai nos mostrar o outro lado.
E escolher o elenco da banda com cautela, pode ser fundamental para a música não desafinar. rs
Parabéns pelo blog. Tô seguindo.
Abçs.
www.atormentossingulares.com

Reply
avatar
8 de março de 2013 01:03 delete

Adorei Bruno. Muito bom, mesmo.
Acho que ser sempre super realizado, ou estar sempre feliz, não é o caminho mais, hm, proveitoso. É como dizem por ai: A gente precisa sentir o gosto amargo pra aproveitar o sabor do doce.

-

Queria avisar que a partir da semana que vem vou estar um pouco ausente da blogsfera, meu cursinho começa e o tempo ficar mais curto. Precio me dedicar ao vestibular. Visitarei aqui sempre que eu puder, tentarei comentar sempre que eu ler e manter o np atualizado pelo menos semanalmente.

Reply
avatar
Nina
AUTHOR
11 de março de 2013 07:38 delete

As pessoas precisam aprender a caminhar juntas e também sozinhas. Quando juntas, no entanto, sabendo que as diferenças estão aí para conviverem, a vida não é um plano perfeito, ausente de riscos e erros. Quando sozinhas, porque solidão também auxilia, gente demais consome.
Abraços.

Reply
avatar
Ariana
AUTHOR
11 de março de 2013 11:11 delete

Ai poeta, estar sempre realizada e feliz é acho que julgo impossível.
Exemplo: Podemos estar realizados no amor mas não no emprego e vice-versa.
Mas você esta certo, quando a vida nos mostra o outro lado não devemos achar que o fim do mundo e sim aprender com cada tombo que da pra dar a volta por cima e conseguir fazer melhor e ser mais feliz.
Tenho aprendido isso.
Aprender a ser feliz sozinha é fundamental.

Beijos poeta!

Reply
avatar
11 de março de 2013 19:26 delete

Bruno, há quanto tempo?!
Felizmente não mudastes teu jeito de escrever essas verdades e jogá-las na gente na tentativa de fazer com que as vejamos.
Esse é mais um dos teus incríveis escritos.

Reply
avatar
11 de março de 2013 23:20 delete

Você é sensacional! Cada parte, cada palavra, o final com chave de ouro.
Parabéns, Bruno.

Reply
avatar
Thais Luquez
AUTHOR
12 de março de 2013 01:34 delete

Li o post e fiquei um tempão pensando sobre o final: "A vida é uma música que a gente compõe todos os dias. Escolha as pessoas certas pra tocar na sua banda, pois sozinho você só tem uma letra onde ninguém canta junto.

" Adorei, adorei, adorei.

Estou de volta! ;-)

beijo grande

Reply
avatar
Sol
AUTHOR
12 de março de 2013 02:19 delete

Caminhar por si só não é um verbo fácil de ser trilhado. Os caminhos são inúmeros, no qual ora temos que dar pássos sozinhos e ora trocar passos com outrem. Mas, qual seria o melhor caminho? Muitas vezes só a dor pode nos responder essa questão.

Dias bonitos pra vc, moço.

Reply
avatar
Inercya
AUTHOR
13 de março de 2013 17:18 delete

Teus textos são tão reflexivos (li também os outros dois abaixo). Há algo de mais que humano em você, algo que explode, de dentro para fora, em forma de palavras, que enche os olhos de expectativas. Pra sonhar e ser basta apenas existir, e pra fazer acontecer, basta acordar, viver e ir atrás, sempre!

(adoro seus comentários. incrível como perceber que alguém me entende, em meio às minhas palavras meio jogadas e confusas).

:*

Reply
avatar
23 de março de 2013 18:22 delete

Pois é, precisamos nos atirar atrás do que desejamos e, apesar dos obstáculos de tempo ruim, não abaixar a cabeça. Não é preciso estampar sempre um sorriso, mas é bem mais fácil ficar tranquilo lembrando do porquê das nossas lutas de cada dia. Muito bom o texto! (:

Reply
avatar
Luiza
AUTHOR
27 de março de 2013 00:26 delete

Sempre um poeta, sempre falando bonito, com coração, com alma. Sempre fica bonito, sempre me toca, sempre é verdadeiro. Quando a gente faz o que gosta, a vida melhora, o som do despertador não atordoa e a gente sempre deita se sentindo melhor, realizado. beijo Brunno!

Reply
avatar
28 de março de 2013 11:44 delete

Agora, menino, você foi longe. Só os grandes enxergam a poesia que existe na rotina e em nossas escolhas diárias e tão racionais. Teus textos, ao menos para mim, são dedos que tocando delicadamente nas mais variadas feridas. Isso é raro, não pare de escrever.

Reply
avatar
8 de abril de 2013 23:30 delete

Brunno.

Por vezes, quando o leio, sinto que é meu subconsciente orientando-me a viver melhor. Pela milésima (e não última) vez eu lhe digo que a verdade dos seus textos é tanta, que incomoda.

Agradeço muito pelo seu acompanhamento no meu blog. Faz alguns anos que trocamos postagens e comentários, e você acabou entrando no grupo daqueles que, mesmo eu não conseguindo acompanhar perfeitamente a frequência da escrita, estão na minha prioridade de leitura. Obrigada também pela insistência e incentivo, eles são preciosos.

Sei que é uma correria sem fim por aí também, mas quando puder, consegui escrever algo novo. Está confuso, pra variar. Não ligo.

Vou ler mais abaixo no teatro (vamos ver se alcanço a coxia).

Boa semana (:

Reply
avatar
AUTHOR
11 de abril de 2013 19:45 delete

Lindo texto Bruno. Concordo em cada palavra que tu dissestes. Nossa vida sempre está em nossas mãos e depende de nós para "vingar", pois não é quem leva uma vida doce e sem controvérsias que é realmente feliz(até porque isto não existe), mas sim aqueles que sabem lidar bem com cada dificuldade que encontrar pelo caminho.

Beijos :*

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.