PASSADOS QUASE PRESENTES

terça-feira, julho 10, 2012 9 Comments A+ a-



Eu tenho aquele sentimento meio anos 90.
Passado curto, quase paupável, sabe? Você olha pra trás e ainda não deu pra virar história.
Não entrou nos livros, não ficou célebre. Está a dois passos do que foi, alguns outros do que poderia ser.

Não dá nem pra se arrepender pois quase acabou de ser feito. É como interromper uma frase um pouco antes do ponto final.
Você quer voltar e guardar pra sempre o que justamente acabou de viver.
É a ante memória, um pré-purgatório. Um inimigo do presente que desconhece o futuro.

Nostalgia não existiria. Saudosismo, menos ainda.
O que não é difícil de se lembrar fica impossível de se esquecer.
Passados curtos merecem mais Oscars. Felicidades recentes, prematuras, mais fogos de artifício.

A sensação fresca e viva. O final de um sorriso sincero. O momento em que os beijos terminam e os olhares se voltam.
Vivo. Respirando. A curta eternidade.

Imagem: Mykola Lunov

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

9 comentários

Write comentários
Anna Banana.
AUTHOR
10 de julho de 2012 11:21 delete

Esta sensação é tão estranha, mas ao mesmo tempo gostosa. Aquele sentimento de história inacabada. Reticências. Vi minhas emoções dentro desse texto. Muito bom! *-*

Reply
avatar
10 de julho de 2012 15:45 delete

Somos feitos de pequenos momentos e grandes saudades.

A (des)graça é que quanto mais alegria, mais saudade.

(Adorei!)

Reply
avatar
Nina
AUTHOR
11 de julho de 2012 22:47 delete

A gente respira, acho, porque não existe outra solução. Só dói quando eu respiro.

Reply
avatar
Emi
AUTHOR
18 de julho de 2012 00:00 delete

Então somos dois que carregam os anos 90 com o maior carinho, como se ele fosse um bem precioso, tão precioso que deveria ser eterno.
Adorei, me identifiquei, e amei a forma como descreveu tudo. Nostálgica que sou, senti cada palavra profundamente.
Beijos, e obrigada pelo comentário lá no meu blog! Seja sempre bem vindo.

Reply
avatar
19 de julho de 2012 11:19 delete

Nostalgia talvez seja a sensação mais pura e singela que podemos sentir...

Reply
avatar
19 de julho de 2012 22:05 delete

Também trago comigo esta saudade, esta nostalgia dos anos 90, tempos este em que eu ainda era uma adolescente e tudo era tão diferente dos dias de hoje. Adorei o texto!

Reply
avatar
Karla Dias
AUTHOR
19 de julho de 2012 23:05 delete

Isso é o que nós historiadores chamamos de tempo de curta duração...uma fagulha na temporalidade. Ainda que não desprezível, mas pequena para ser considerável.

Estou de volta tem fotos minhas no blog...

Beijos

Reply
avatar
Shuzy
AUTHOR
22 de julho de 2012 19:43 delete

Eu moro no passado, mesmo tendo as malas prontas... Tá difícil mudar de endereço.

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
26 de julho de 2012 23:32 delete

Eu seria menos inconformada com os fins se não tivesse que lidar com nostalgias...impossivel não sentir falta mesmo do que ainda não se viveu,ou nem se sabe se será vivido,mas se está na imaginação,já dá pra causar alguns danos.
Texto que não dá pra ler sem respirar fundo e engolir seco!Singular!

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.