INGRESSOS PARA A FELICIDADE

sexta-feira, junho 22, 2012 6 Comments A+ a-



Estou estacionado em algum lugar que fica entre a sua dignidade e seu amor-próprio. Eu nunca soube dirigir com responsabilidade quando o roteiro das minhas viagens precisava fazer alguma escala em seus territórios.

Enquanto o mundo se preocupava em colorir seus dias cinzas, eu me concentrava na maneira única de você se divertir sem a necessidade de estar sol ou ser final de semana.

Meu passatempo favorito era diagnosticar suas intensas felicidades. Não existiam motivos, não existiam regras nem protocolos, a sua euforia simplesmente explodia como fogos de artifício em virada de ano.

Você beijava a noite e o dia sentia inveja.

Existia uma simplicidade sofisticada em seus passos, talvez por isso uma simples caminhada sua soava como um desfile de moda conceitual.

Manobrei o volante das suas emoções como um piloto veterano. Encontrei a melhor vaga para aproveitar o seu shopping center de talentos.

Você era uma promessa de filme bom. Lembro quando assisti o seu trailer e quis comprar todas as locadoras do mundo na expectativa de ser o único telespectador.

Você decorou minhas músicas sem que eu precisasse aumentar o som. Todas as dedicatórias se apaixonaram pelo seu endereço e você precisou mudar de casa.

É sempre refrão quando todas as palavras fazem sentido.
É sempre verão quando se tem domínio de todas as estações.

Você é aquele silêncio do primeiro beijo.

Imagem: Deric Underhill

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

6 comentários

Write comentários
Flah Queiroz
AUTHOR
22 de junho de 2012 18:14 delete

Esse "você" vale a pena!

Reply
avatar
Júlia
AUTHOR
25 de junho de 2012 17:44 delete

"Você é aquele silêncio do primeiro beijo."

Lindo lindo texto! Cada vez me surpreendo mais com a intensidade das palavras.
Beijo :*

Reply
avatar
26 de junho de 2012 18:39 delete

Perfeito exemplo de quando o gostar deixa de ser conceito.

Beijo Brunno.

Reply
avatar
Inercya
AUTHOR
28 de junho de 2012 03:34 delete

Adoro essa mistura de palavras. Não sei direito o que é, acho que é metonímia ou não. Enfim, eu curto essa forma de se fazer jogos com as palavras, e de inseri-las em contextos diferentes do de costume :)

Reply
avatar
Suelen Muniz
AUTHOR
1 de julho de 2012 16:43 delete

Oi Bruno,
Nossa,eu estava dando uma olhada por alguns blogs que ainda não conheço e não poderia passar por aqui sem comentar esse texto,aliás tudo o que li aqui é ótimo.
Me chama muita atenção quando as pessoas conseguem falar de sentimentos e das coisas boas da vida de modo diferente e foi exatamente o que vi aqui,a junção dos sentimentos com a beleza de cada verso.
Adoreiii!
Uma ótima semana pra vc,=)

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.