A REPÚBLICA FEDERATIVA DO AMOR

quinta-feira, fevereiro 09, 2012 12 Comments A+ a-



Acredito que a melhor maneira de se pedir desculpas completas, sem deixar rastros de mágoa ou ressentimento que possam ser farejados por qualquer outro desentendimento futuro, é apresentar os adjetivos que fazem o relacionamento dar certo e soar como exemplo para os casais superficiais que só dão as mãos em poses de fotografia.

Venho aqui, assinar meu nome com sangue (tipo O negativo), em qualquer documento que envolva o seu coração e os seus sentimentos.
Perdoe minha ausência de sensibilidade sazonal, eu não faço ideia da importância que o seu sorriso tem no meu sistema imunológico. Eu não sabia que a sua devoção era o alicerce da minha estrutura. Na verdade, eu sabia, mas é diferente quando você pega os melhores ingredientes do mundo, faz um bolo que inveja os chef's mais conceituados e joga na minha cara – com uma força tão abismal que faria o Hércules e o Sansão parecerem lutadores mirins de MMA.

Poderia apelar para o clássisco 'Eu te Amo' escrito em milhões de pétalas de rosas, jogados por um helicóptero alugado, arruinando as minhas finanças por 3 gerações. Mas eu sei que a sua beleza, altivez e inteligência não iriam se comover com nada que não tivesse o afeto e sinceridade como essência.

O que me deixa apaixonado é justamente o fato de você ser uma intrusa perfeita nos planos que nunca fiz. A peça de um quebra-cabeça que, aos olhos das outras pessoas está completo, mas pra mim, é o algo mais que distingue o ótimo do extraordinário.

Se Deus me confidenciou o sucesso de uma vida feliz, certamente esse caminho passa pela sua casa. E eu sei que, assim que entrei em sua sala, eu não poderia mais sobreviver sem estabelecer um lar que não tivesse a sua presença.
O seu amor é mais puro e cristalino que qualquer Centro de Abastecimento de Água. Eu quero tirar as minhas férias nas Termas do seu sobrenome. Até aprenderia a nadar para poder aproveitar as 567 estrelas do seu hotel.

Perdoe minha negligência, minha falta de zelo, minha distração natural.
Eu não sobreviveria tanto se não tivesse a sua fidelidade em meus braços. Eu preciso mais de você do que um paciente do SUS precisa de um plano de saúde.

Você é a minha ligação com a realidade. Você adapta os meus sonhos para o ambiente palpável. E faz isso com os melhores aromas do mundo.

Você é bonita por dentro, por fora, do lado direito, do lado esquerdo. Até a sua foto 3X4 pode ser enviada para o Concurso de Miss e certamente ganharia de muitas fotografias de outras meninas de corpo inteiro e maquiagem!

Não sou alheio aos seus incômodos. Suas dores me machucam diretamente e a minha reação é soar otimista e tentar lhe impulsionar para a felicidade, pois é isso que eu sinto desde o dia que conheci o seu nariz empinado.

Eu poderia despejar o meu máximo por você todos os dias. Desafiar os poetas desse e do outros século. Colocar o dedo na cara do Vinícius de Moraes, criar poesias mais impactantes que qualquer declaração de amor famosa, criar roteiros que assustariam os filmes mais premiados.
Isso não seria prepotência, nem arrogância. Isso é amor.
E talvez o amor esteja estereotipado errado, mas eu farei valer o seu verdadeiro significado.

Quero, outra vez, ser merecedor do seu amor. Com todos os meus defeitos que são remediados apenas por você existir.
Ninguém no mundo poderia me compreender melhor do que você. E se existir outra pessoa, eu prefiro ser preso por assassinato, pois é melhor que toda a sabedoria e encanto fiquem aos seus cuidados.

Logo, nada é mais vital do que a sua simples existência no mesmo ambiente que o meu.

Se existe uma lei em meu estatuto de relacionamentos cardiovasculares, ela está relacionada ao seu tipo sanguíneo, a cor da sua epiderme e as digitais dos seus dedos.
Ninguém pode lhe representar. Ninguém pode se passar por você.

Você é a única pra mim. A unidade feminina que conhece os motores do meu coração e o fazem funcionar com o dobro de energia.

Sou cidadão do seu país e morreria se fosse exilado.
Pois se o amor é a moeda da sua República, eu me endividarei de tanto capital que planejo depositar nesse solo.

Imagem: Dejan Krsmanovic

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

12 comentários

Write comentários
Mi
AUTHOR
9 de fevereiro de 2012 09:40 delete

Exagerado, lindo e intenso, como todo grande amor tem que ser. ;)

Reply
avatar
Nat Souza
AUTHOR
9 de fevereiro de 2012 22:14 delete

Deeeeeus, que texto incrível! Meus parabéns.

Reply
avatar
Karla Dias
AUTHOR
10 de fevereiro de 2012 09:35 delete

Céus, quanta paixão.
Que seja doce.
Beijos

Reply
avatar
Adna Martins
AUTHOR
11 de fevereiro de 2012 10:35 delete

Até Deus está deslumbrado. Sem mais o que dizer.

Reply
avatar
Nina Auras
AUTHOR
12 de fevereiro de 2012 08:16 delete

Que intenso. Esse romântico e forte pedido de desculpas... Vale por milhões de pétalas de rosas formando um "eu te amo" e mais.

Reply
avatar
Larissa
AUTHOR
15 de fevereiro de 2012 09:44 delete

Desculpas como essa quase sempre são infalíveis...São carregadas de amor , de devoção , e promessas de melhora que só um comprometimento desse concretiza!

Obrigada por me oferecer verdade e intensidade em todos os dias da nossa vida juntos...

Reply
avatar
Larissa
AUTHOR
15 de fevereiro de 2012 09:44 delete

Desculpas como essa quase sempre são infalíveis...São carregadas de amor , de devoção , e promessas de melhora que só um comprometimento desse concretiza!

Obrigada por me oferecer verdade e intensidade em todos os dias da nossa vida juntos...

Reply
avatar
Inercya
AUTHOR
17 de fevereiro de 2012 01:55 delete

Nossa, quantas palavras lindas, sinceras e intensas! E pelo visto, a pessoa a quem é dedicado esse texto é merecedora dessas palavras. Lindíssimo! Melhor do que qualquer outro pedido de desculpas.
Parabéns! Não é qualquer um que escreve desse jeito.
:*

Reply
avatar
Nina Vieira
AUTHOR
18 de fevereiro de 2012 09:54 delete

Pela intensidade do que escreves, assumo que amor é exatamente isso. E peca pela originalidade. Delícia de pecado original.

Reply
avatar
Karine Melo
AUTHOR
18 de fevereiro de 2012 12:10 delete

Passando bem rapidinho.. só pra dizer que você arrasa. Sempre!

beijo.

Reply
avatar
O Misantropo
AUTHOR
23 de fevereiro de 2012 16:45 delete

Eu ia comentar primeiro no post mais recente, mas esse texto fez um "psiu, leia-me" que dispensa arrependimentos.
Muito bom e muito romântico.

Primeira de muitas vezes que visitarei esse blog.

Abraços

O Misantropo.

Reply
avatar
Luiza
AUTHOR
26 de fevereiro de 2012 22:52 delete

Brunno, que lindo. Acho que foi o primeiro texto teu que tu se permitiu ser tão livre e "falar" tanto. Como sempre um apaixonado, um romântico, um poeta.
Beijo

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.