TRÊS LADOS

segunda-feira, fevereiro 20, 2012 21 Comments A+ a-



Você quer um lugar na cama. Eu quero ter o seu sobrenome.
Quero tirar a roupa da mente. Despir os conceitos, a nudez é uma purificação.
Você pode facilmente reconhecer alguém que não desperdiça a vida nos estereótipos.
Não tratem o amor como um conto da cripta, um romance de carnaval, uma decoração barata para um festa de 15 anos. Não é doce demais para os diabéticos emocionais. Não é exageradamente salgado para os que vivem escravos de uma maresia inconsciente. Não é equilíbrio, não é paz, não é conforto eterno, não é promessa de garantia.

Quero razões sem a necessidade de argumentos. Manhãs ao invés de madrugadas. Brincar com o tempo, confundir os ponteiros. Vender abraços que todos possam pagar. Descobrir vícios entre beijos antigos que o amor faz soar tão novos.
A etiqueta não importa quando eu já desabotoei os seus medos. O chão clama por suas roupas. As paredes, por suas mãos. O ventilador, por sua transpiração.

As asas passam pela minha porta. O amor se rasteja em qualquer fresta, você só precisa deixa-lo espiar seus movimentos.
Ela dança frenética sobre as páginas dos livros que não leu, mas o coração sabia memorizar a parte prática da coisa. A teoria foi assassinada pelo tato do seu amante favorito. Não era mágica, não era um truque treinado na frente de um espelho trincado, mas eu fiz parecer o trabalho de um mago profissional, um artista em dias inspirados.
Ela queria uma obra de arte, eu ofereci um museu inteiro com exposições diárias em todos os horários.
Os críticos me fotografaram lhe roubando confissões. Ela era parada obrigatória num trânsito sem placas. Ele queria a fama que não estava embaixo das luzes, o reconhecimento que não estava nas cifras, nem nas capas dos jornais, nem em tablóides sensacionalistas.

Para compreender nosso mundo era obrigatório chegar cedo e aproveitar cada segundo da festa de nossas vidas.
Ela sussurrava, ele fazia música. Você tinha um gosto inédito, tudo fazia parte de um sabor que não se repetia.
Os goles não embriagavam, mas enchiam todos os copos que eu pudesse segurar.
Os vizinhos diziam que a gente combinava, como um lançamento de qualquer estilista conceituada. Estávamos na moda.

O tempo não passa para quem é afortunado nos detalhes. Obsessivo para ser inesquecível em cada pequena coisa.
Ela não se contentava com um parágrafo, tampouco com linhas avulsas. Era um romance que deveria repousar sobre o seu travesseiro.
Eu colocava as palavras na academia para que voltassem poderosas e invencíveis. Elas caberiam nas paredes do seu coração e nenhum inverno seria capaz de congelar tanta devoção.

Ela tem aquele sorriso de quem traz boas notícias. O destino nunca seria capaz de ir contra uma fotografia sua.

Imagem: Ag Adibudojo

A REPÚBLICA FEDERATIVA DO AMOR

quinta-feira, fevereiro 09, 2012 12 Comments A+ a-



Acredito que a melhor maneira de se pedir desculpas completas, sem deixar rastros de mágoa ou ressentimento que possam ser farejados por qualquer outro desentendimento futuro, é apresentar os adjetivos que fazem o relacionamento dar certo e soar como exemplo para os casais superficiais que só dão as mãos em poses de fotografia.

Venho aqui, assinar meu nome com sangue (tipo O negativo), em qualquer documento que envolva o seu coração e os seus sentimentos.
Perdoe minha ausência de sensibilidade sazonal, eu não faço ideia da importância que o seu sorriso tem no meu sistema imunológico. Eu não sabia que a sua devoção era o alicerce da minha estrutura. Na verdade, eu sabia, mas é diferente quando você pega os melhores ingredientes do mundo, faz um bolo que inveja os chef's mais conceituados e joga na minha cara – com uma força tão abismal que faria o Hércules e o Sansão parecerem lutadores mirins de MMA.

Poderia apelar para o clássisco 'Eu te Amo' escrito em milhões de pétalas de rosas, jogados por um helicóptero alugado, arruinando as minhas finanças por 3 gerações. Mas eu sei que a sua beleza, altivez e inteligência não iriam se comover com nada que não tivesse o afeto e sinceridade como essência.

O que me deixa apaixonado é justamente o fato de você ser uma intrusa perfeita nos planos que nunca fiz. A peça de um quebra-cabeça que, aos olhos das outras pessoas está completo, mas pra mim, é o algo mais que distingue o ótimo do extraordinário.

Se Deus me confidenciou o sucesso de uma vida feliz, certamente esse caminho passa pela sua casa. E eu sei que, assim que entrei em sua sala, eu não poderia mais sobreviver sem estabelecer um lar que não tivesse a sua presença.
O seu amor é mais puro e cristalino que qualquer Centro de Abastecimento de Água. Eu quero tirar as minhas férias nas Termas do seu sobrenome. Até aprenderia a nadar para poder aproveitar as 567 estrelas do seu hotel.

Perdoe minha negligência, minha falta de zelo, minha distração natural.
Eu não sobreviveria tanto se não tivesse a sua fidelidade em meus braços. Eu preciso mais de você do que um paciente do SUS precisa de um plano de saúde.

Você é a minha ligação com a realidade. Você adapta os meus sonhos para o ambiente palpável. E faz isso com os melhores aromas do mundo.

Você é bonita por dentro, por fora, do lado direito, do lado esquerdo. Até a sua foto 3X4 pode ser enviada para o Concurso de Miss e certamente ganharia de muitas fotografias de outras meninas de corpo inteiro e maquiagem!

Não sou alheio aos seus incômodos. Suas dores me machucam diretamente e a minha reação é soar otimista e tentar lhe impulsionar para a felicidade, pois é isso que eu sinto desde o dia que conheci o seu nariz empinado.

Eu poderia despejar o meu máximo por você todos os dias. Desafiar os poetas desse e do outros século. Colocar o dedo na cara do Vinícius de Moraes, criar poesias mais impactantes que qualquer declaração de amor famosa, criar roteiros que assustariam os filmes mais premiados.
Isso não seria prepotência, nem arrogância. Isso é amor.
E talvez o amor esteja estereotipado errado, mas eu farei valer o seu verdadeiro significado.

Quero, outra vez, ser merecedor do seu amor. Com todos os meus defeitos que são remediados apenas por você existir.
Ninguém no mundo poderia me compreender melhor do que você. E se existir outra pessoa, eu prefiro ser preso por assassinato, pois é melhor que toda a sabedoria e encanto fiquem aos seus cuidados.

Logo, nada é mais vital do que a sua simples existência no mesmo ambiente que o meu.

Se existe uma lei em meu estatuto de relacionamentos cardiovasculares, ela está relacionada ao seu tipo sanguíneo, a cor da sua epiderme e as digitais dos seus dedos.
Ninguém pode lhe representar. Ninguém pode se passar por você.

Você é a única pra mim. A unidade feminina que conhece os motores do meu coração e o fazem funcionar com o dobro de energia.

Sou cidadão do seu país e morreria se fosse exilado.
Pois se o amor é a moeda da sua República, eu me endividarei de tanto capital que planejo depositar nesse solo.

Imagem: Dejan Krsmanovic