UMA PEQUENA CONCLUSÃO

quarta-feira, março 16, 2011 16 Comments A+ a-

Ao catalogar olhares e expressões pelo mundo, cheguei até algumas de suas intrínsecas reações. Infelizmente, o meu convencimento implora por ações criativas e derradeiramente incomuns, logo, qualquer semelhança com clichês cotidianos fazem a minha pessoa bater as asas que não tem.

Guardo uma admiração maiúscula por todos que abominam fórmulas prontas e finais felizes exageradamente manipulados. Aos que lutam contra o colesterol das lágrimas salgadas tão estereotipadas por roteiros derrotistas.

Por que não ignoramos a altivez e a banalidade que cresce em pencas existenciais cultivadas com adubo humano de qualidade obtusa?

Um reino a todos aqueles que inventam moda sem precisar de linha e agulha.
Aos que abraçam um continente para salvar uma ilha.
Aos que mentem deliberadamente para assassinar uma verdade nociva.
Aos que conspiram contra a ignorância cômoda.
Aos que transpiram sonhos vivendo um pesadelo.
Aos que se precipitam. Esperar é um genocídio contra si mesmo.
Aos que entram em órbita mesmo com medo de altura.
Aos que surpreendem com artifícios comuns.
Aos que falam todas as línguas usando apenas o advento da visão.
Aos que arrancam suspiros só com a criatividade e observação.
Aos que caminham em corações estranhos para experimentar novos batimentos.
Aos que atropelam conceitos e guardam a multa como troféu.
Aos que tem mais do que o ego como músculo.

O mundo dá um piano pra todos. Os que não sabem tocar, tem que carregar.

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

16 comentários

Write comentários
Geisla Moraes
AUTHOR
16 de março de 2011 16:46 delete

Como sempre poético. Estrondosamente belo o texto. Seu bom gosto aliado a maneira única de usar as palavras a seu favor, o tornam ainda mais singular, desprendido do que chamamos pessoa, você é alma personificada, é puro sentimento em forma humana. Parabéns.

Reply
avatar
Anna Soares
AUTHOR
16 de março de 2011 18:23 delete

Eu sei que depois desse, nunca mais passo tempo sem vir aqui. E você tem razão, o piano de quem não sabe tocar pesa.

Reply
avatar
Franck
AUTHOR
16 de março de 2011 19:54 delete

Dou meu reino por tudo isso...
Abçs!

Reply
avatar
16 de março de 2011 22:26 delete

Gosto de metáforas, e você as usou de maneira magnífica.

Tocaremos então.

"Guardo uma admiração maiúscula por todos que abominam fórmulas prontas e finais felizes exageradamente manipulados."

Abraço meu.

Reply
avatar
16 de março de 2011 22:45 delete

Estava com saudades de ler seus textos!!!
Admiro essa forma de ver o mundo que você tem.

Me identifiquei muito com esse trecho: "Aos que transpiram sonhos vivendo um pesadelo."

Acho que são poucos que transpiram ein...hehehe

Ate mais

Reply
avatar
Bruna F. T.
AUTHOR
16 de março de 2011 23:02 delete

"O mundo dá um piano pra todos. Os que não sabem tocar, tem que carregar."

Você descreve com perfeição boa parte dos meus pensamentos.

Reply
avatar
Daninha
AUTHOR
17 de março de 2011 07:51 delete

Podemos considerar um vencedor aqueles que ainda sonham em meio a tantas dificuldades.
Beijos belo texto *-*

Reply
avatar
Ariana
AUTHOR
17 de março de 2011 11:00 delete

" O mundo da um piano pra todos e os que não sabem tocar tem que carregar."

Verdade as vezes doida essa, porque esse piano pode pesar muito com o decorrer dos dias. Por isso que sempre procuro aprender a toca-lo cada dia um pouco mais.

Muito linda a maneira como tu escreves!
Adorei!


Beijos

Reply
avatar
olhar
AUTHOR
17 de março de 2011 11:06 delete

muito, mas muito bem!
escreveu tudo!

beijos da Bia...*plena! rs!

Reply
avatar
Renata. Z. M.
AUTHOR
19 de março de 2011 10:00 delete

E depois de tanto carregar e as pernas doerem, é hora de aprender a tocar.

um beijo.

Reply
avatar
19 de março de 2011 11:47 delete

Oi ! Primeira vez que "assisto"a teu espetáculo, e pode ter certeza, que estarei sempre na bilheteria para comprar os próximos convites. (:

"Aos que tem mais do que o ego como músculo."

abraço! (:

Reply
avatar
Luiza
AUTHOR
19 de março de 2011 12:19 delete

teus textos saem sempre inteligentes Brunno. acho que quem tira o magnífico de uma pedra ou se supera nas coisas simples, realmente tem um dom. carrega um piano quem não se esforça e se nutre de inveja. um beijo

Reply
avatar
dear sarah
AUTHOR
21 de março de 2011 11:49 delete

É, o mundo tá diferente.. tá mudado e eu to curtindo demais essas mudanças..

Pq o mundo se torna mais interessante, só devemos tomar cuidado.
E mudar pra melhor por via das dúvidas.

Saudades daqui!

Reply
avatar
Ju Fuzetto
AUTHOR
22 de março de 2011 11:35 delete

Eu não sei tocar piano. Carrego melodias nos olhos. Distribuo pedaços de canções que já não estão na moda. Diariamente. Danço tango. ouço blues e tanto faz. O mundo gira. Tudo muda. Os caminhos as idéias. E minhas asas invisíveis são de gelo. Derretem. E ás vezes é preciso caminhar lentamente, com o piano nas costas. E com a música soprada nos pés.

Reply
avatar
Thais Allana
AUTHOR
9 de abril de 2011 04:03 delete

Nossa muito bom.
Sou apaixonada por palavras cafonas:
"clichê", "Demo dê"... entre outras.
não que o texto seja, mas enfim.
belissimo.
beijinhos

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.