ROTEIRISTA DO OTIMISMO

sexta-feira, dezembro 03, 2010 35 Comments A+ a-

Não vamos ser substancialmente envolvidos pelas doses exageradas de açúcar. Por mais que eu tenha passado os últimos meses renovando o passaporte de um exército de formigas, quero exercer o meu direito de não creditar todo esse sentimento pré-férias ao famigerado ‘mel’.

Talvez pareça assustadoramente enérgico basear a melhor parte da vida na total ausência de dias comuns. Pode soar uma utopia para o planeta. Afinal, me parece tão nobre e conveniente ignorar por completo o tédio visceral que sempre nos é imputado, que talvez eu deva procurar coletes a prova de pessimistas!

Tantos aqui prolongam a sua dor cardiovascular por todo o sempre e profetizam a mesma patologia para todos os que ousam demonstrar a menor euforia. Não basta segurar a bandeira do amor, você precisa de vento para tremulá-la. E não espere que aconteça uma benção eólica para tanto. A maioria das vezes esse ar tem que vir dos seus próprios pulmões.

Calcule sua maldade. Se você sobreviver aos seus crimes terá que viver com ela. A maior cela da vida é a indiferença.

Eu estudo tanto pra fazer a sua existência não conhecer o tédio. O esforço pra ser inesquecível é indispensável em meu currículo. Eu não apenas batalho por dias ensolarados, por café na cama e por domingos intermináveis. Eu preciso ser esse arquiteto de sorrisos, esse engenheiro de gargalhadas involuntárias, esse químico de fórmulas otimistas que anseia por uma patente.


Coloque o amor na sua carteira de trabalho e TALVEZ o dinheiro nunca mais lhe seja problema.
Talvez. Porque o verdadeiro entusiasta precisa viver o exagero de muitas horas extras.

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

35 comentários

Write comentários
Ju Fuzetto
AUTHOR
3 de dezembro de 2010 09:05 delete

Brunno!!

Essa tua originalidade faz toda a diferença com as letras. Intenso.

Esse açucar nas mãos. É areia nos olhos de alguém.

Um beijo bom final de semana!

Reply
avatar
Andressa Keka
AUTHOR
3 de dezembro de 2010 13:21 delete

acho que a indiferença é que ás vezes causa o tédio.
os dias se tornam comuns e tediosos e a gente por ser indiferente não percebe isso!
que lindo esse teu texto.

Beijo ♥

Reply
avatar
Luana Conti
AUTHOR
3 de dezembro de 2010 13:32 delete

"Calcule sua maldade. Se você sobreviver aos seus crimes terá que viver com ela. A maior cela da vida é a indiferença."



Caramba! Não sei o que dizer...Não sei se repito a Ju Fuzetto quanto a "esse açucar nas mãos é aréia nos olhos de alguém"


Garoto, eu não sei do que você estava falando no meu blog, mas com certeza a surpresa e a culpa é toda minha...Frenesi. Adoro

meus sinceros parabéns!
vou te ler sempre que tiver acesso...obrigada, obrigada por tocar dessa forma tão sutil e firme.

com sinceridade,
L.

Reply
avatar
Camila Paier
AUTHOR
3 de dezembro de 2010 15:04 delete

E daí se eu disser que você é esse arquiteto, quem sabe você nem mesmo acredite. Se sinta talvez tão estudante e universitário ainda, que me descreditaria. Até porque, Brunno, tu é bem mais que só arquiteto. Tu é super-herói, lembra? Ou anti tudo isso, mas ainda assim, libertador de medos e inseguranças, e jardineiro de sorrisos e sensações de alívio. Se gostei do texto? Amei, como sempre.
Porém, um segredo no final, só pra não te desesperar muito: tô aprendendo a deixar o pessimismo de lado. Tem vaga aí no teu time de otimistas?
Um beijo, dois beijos!

Reply
avatar
R;*
AUTHOR
3 de dezembro de 2010 20:52 delete

é preciso mais que coragem para tremular a bandeira do amor e sim, eu vou onde for preciso buscar vento...

Fabuloso seu texto, me deu um ânimo de seguir em frente fazendo a diferença...
Beeijo ;*

Reply
avatar
Bruna F. T.
AUTHOR
3 de dezembro de 2010 21:02 delete

"Não basta segurar a bandeira do amor, você precisa de vento para tremulá-la. E não espere que aconteça uma benção eólica para tanto. A maioria das vezes esse ar tem que vir dos seus próprios pulmões."

Não há frase que descreva melhor o fato de que devemos contar conosco mesmo se quisermos realizar alguma coisa. Somos nós e nossa força de vontade.
Como sempre, amei o texto!
B.

Reply
avatar
3 de dezembro de 2010 22:32 delete

teu entusiasmo contagia. gostei, mesmo.

Reply
avatar
4 de dezembro de 2010 19:23 delete

Maravilhoso!O melhor que já li aqui.
"Afinal, me parece tão nobre e conveniente ignorar por completo o tédio visceral que sempre nos é imputado, que talvez eu deva procurar coletes a prova de pessimistas'...

Tenho procurado ser uma verdadeira entusiasta,mas como foi dito,utopia demais pra mim.Então continuo empurrando os seixos morro abaixo.

Abraços!

Reply
avatar
Bia Gomes,
AUTHOR
7 de dezembro de 2010 02:32 delete

Coletes a prova de pessimistas iriam realmente vender bem.

Enfim, acho que ninguém vive sem ter consigo um sonho, ou alguma gota de otimisto. O que seria nosso combustível em dias tão escuros como esses que a humanidade anda tendo?

Reply
avatar
Daninha
AUTHOR
7 de dezembro de 2010 11:41 delete

Coletes a prova de pessimistas iriam realmente vender bem. +1
Mas como disse Renato Russo: "Se você se sente entediado quando está sozinho, você deve estar na pior das companias".
Beijos

Reply
avatar
Au
AUTHOR
7 de dezembro de 2010 19:22 delete

"Não basta segurar a bandeira do amor, você precisa de vento para tremulá-la".

Se encaixou perfeitamente comigo, no atual momento que estou vivendo...
E, de fato, não adianta nada ter a bandeira levantada se quem você quer que a veja não percebe. E pouco importa se a bandeira é branca de trégua, ou preta de guerra. Não funciona sem algo (leia-se alguém) para causar o movimento!

Texto cheio de grandes verdades!


Abraço!

Reply
avatar
Yohana d'Arc
AUTHOR
7 de dezembro de 2010 20:02 delete

Primeiro foi o nome do teu blog que me chamou a atenção, depois que vim conferir, vi que se tratava de uma autenticidade além do título! Gostei e estou te seguindo! :)

Reply
avatar
Kaline
AUTHOR
7 de dezembro de 2010 21:26 delete

''esse químico de fórmulas otimistas que anseia por uma patente.''

Poxa, realmente não tem nem o que comentar.
Parabéns ,mesmo, pelo seu texto, pela criatividade e pelo ponto de vista!

beijos

Reply
avatar
9 de dezembro de 2010 00:41 delete

Eu posso passar dias sem conseguir passar nos blgos, mas quando passo no teu sempre me encanto com as tuas palavras! E dessa vez não foi só com as palavras, mas esse otimismo contagia! Incrível e genial! Beijos!!

Reply
avatar
dear sarah
AUTHOR
9 de dezembro de 2010 11:05 delete

Quero ser envolvida por uma onda de otimismo sempre.

parabéns, mais um fantástico!

Reply
avatar
9 de dezembro de 2010 11:32 delete

Nossa,corajoso com tais palavras.Ousado =)

-

heeeei menino sumido u.u , tive que fazer outro blog,porque o blogspot aparentemente não vai com a minha cara : http://cadapedacodemim.blogspot.com/

quando puder,passa lá =)

beeijão!

Reply
avatar
Luiza
AUTHOR
9 de dezembro de 2010 11:39 delete

eu persigo o otimismo faz um tempo, mas esse pessimismo que carrego comigo que domina. gosto muito das tuas frases inteligentes. e você arquiteta muitos sorrisos e suspiros de quem lê, suas palavras sempre belas. beijos

Reply
avatar
Thais Alves
AUTHOR
9 de dezembro de 2010 15:16 delete

Você concerteza é um arquiteto de sorrisos, mas não somente aqueles feitos pelos lábios, os melhores sorrisos por você já arquitetados foram os dos olhos, pois com essas tuas palavras não a olhos que não sorriem. amei, como sempre .

Reply
avatar
Nicole f
AUTHOR
9 de dezembro de 2010 19:11 delete

"Não basta segurar a bandeira do amor, você precisa de vento para tremulá-la. E não espere que aconteça uma benção eólica para tanto. A maioria das vezes esse ar tem que vir dos seus próprios pulmões."

tá, o que foi isso?
poesia do início ao fim.
não só fez cócegas, como também revirou meu coração tão adormecido.

ótimo texto, ótimo blog, ótima escrita, te sigo :*

Reply
avatar
Bruna Lima
AUTHOR
10 de dezembro de 2010 01:01 delete

Sim, porque sim.
porque quero amor no tom de voz,
ao tratar com o outro.
Perfeito.

Reply
avatar
Carolyne Mota
AUTHOR
10 de dezembro de 2010 10:36 delete

Tô mesmo precisando desse otimismo e de um colete a prova de pessimistas. Ando muito em marcha ré, quem sabe um pouco mais de otimismo me faria mudar.
Tem vaga aí no teu time de otimistas? +1 =)


Beijos, Bruno.

Reply
avatar
10 de dezembro de 2010 15:39 delete

Bruno,

O que me trouxe aqui, primeiramente, foi seu post no meu blog que anda meio paradinho. O que me fez ler seu 1º texto foi seu perfil. Há mto não encontrava algo tão interessante. Engraçado que lembrou 1 pouco meu último post rsrs E o que me fez deixar este recadinho foi a força e sensibilidade das suas palavras. Vc é ótimo.

Beijos.


Se vc conseguir encontrar coletes à prova de pessimistas, por favor, me avise.

Reply
avatar
Inercya
AUTHOR
10 de dezembro de 2010 21:57 delete

Nunca li um texto diferente assim. Tenho que dizer: uau!
"Coloque o amor na sua carteira de trabalho e TALVEZ o dinheiro nunca mais lhe seja problema.
Talvez. Porque o verdadeiro entusiasta precisa viver o exagero de muitas horas extras." - me fez ter outra visão. Suas palavras me impactaram, mas de um jeito bom.
:*

Reply
avatar
Grafite
AUTHOR
11 de dezembro de 2010 02:32 delete

como sempre, belas escritas!

estava com saudade daqui,
beijo,
*.*

Reply
avatar
11 de dezembro de 2010 09:27 delete

Olá! Estava navegando na blogosfera e me deparei com teu blog, adorei!
Amo fazer novas amizades, conhecer pessoas, idéias, outras perspectivas.
Já estou te seguindo...
Se puder visita meu blog, e conheça um pouquinho desse ser complexo kkkk.
Abraço!

*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *♥ Jussara Christina ♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥

Reply
avatar
11 de dezembro de 2010 21:29 delete

Que lindo, cara!
Arquiteto de sorrisos, engenheiro de gargalhadas involuntárias, químico de fórmulas otimistas. Levarei para sempre essas palavras comigo. Ser feliz sem compromisso, podes crer!

BeijooO*

Reply
avatar
Luiza
AUTHOR
13 de dezembro de 2010 00:35 delete

Uma verdadeira poesia de início de ano. Que os mesmo ventos que tremulam sua bandeira sejam capazes de trazer fé e magia para meus dias de 2011. Para os meus e seus, pois sinto que já respirei esse teu ar de roteirista do otimismo

Reply
avatar
Bia Oliveira
AUTHOR
14 de dezembro de 2010 15:25 delete

Brunno, geralmente eu acrescento o que acho pertinente, mas com esse texto seu, fiquei só sem palavras.
Tão lindo, que dá vontade de ser uma completa otimista também.

Gostei muito do blog e da sua abordagem, parabéns! :)

Beijo, boa semana!

Reply
avatar
15 de dezembro de 2010 19:47 delete

Lindo lindo como sempre!


E só pra vc estar ciente.
Indiquei vc la no meu blog, na última postagem .
beejo

Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
16 de dezembro de 2010 13:43 delete

No canto esquerdo acima da página adicionei uma forma que possibilitasse tomar a suas palavras, antes que a frenética baboseira do mundo virtual me ruabosse a atenção, quase sempre pelo habito.
Todos podem reconhecer as palavras as que você coloca, o diferencial da leitura se faz a partir da forma que as encadeiam, tao naturalmente que "encadear" parece nao ser a palavra certa. O som que faz a medida em que leio, me toca, me revira os orgãos, e olha que nem todos entenderiam essa descrição como alog bom.
Que seja um segundo de reflexão, me transforma nesse "pouco" produzindo o muito progressivamente.
Que tenham a envergadura espiutiual de ouvir o som que faz a orquestra de suas palavras, pois sao poucos os que sabem ler partituras. Agradeço a natureza que me permiti ouvir os sons, esses que não se limitam em ser percebidos apenas por um dos sentidos, mas com o corpo inteiro.
Agora você faz parte da constelação do meu munoo virtual,é um Favorito!
Poliane Saraiva.

ps: amiga do "Nariz de telescópio"

Reply
avatar
Nini C .
AUTHOR
18 de dezembro de 2010 18:31 delete

Adoro todos os teus textos, incrivel.

Reply
avatar
Amanda Arrais
AUTHOR
20 de dezembro de 2010 04:26 delete

"Não basta segurar a bandeira do amor, você precisa de vento para tremulá-la. E não espere que aconteça uma benção eólica para tanto. A maioria das vezes esse ar tem que vir dos seus próprios pulmões."

Sim, é exatamente isso. Mas acho que às vezes estamos tão cansados, que só mesmo uma ventania louca nos desperta desse estado de apatia total.
Tuas palavras como sempre diferentes e encantadoras.

=*

Reply
avatar
Taíse Coelho
AUTHOR
20 de dezembro de 2010 11:49 delete

Você e sua originalidade são mais otimistas que o próprio otimismo!
Ótimo texto, sempre!

Um beijo.

Reply
avatar
mila
AUTHOR
26 de dezembro de 2010 18:28 delete

"Eu preciso ser esse arquiteto de sorrisos, esse engenheiro de gargalhadas involuntárias, esse químico de fórmulas otimistas que anseia por uma patente."

É incrível o que tu faz com as palavras.

um feliz natal e feliz ano novo!

Reply
avatar
Thay
AUTHOR
7 de janeiro de 2011 18:03 delete

Nossa, muito lindo seu texto.
É a indiferença e o egoísmo que fazem o mundo ficar assim.
é preciso honestidade e prestar mais atenção na vida.
Seus textos são maravilhosos.
;**

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.