O SOL DA MEIA NOITE

quarta-feira, julho 07, 2010 26 Comments A+ a-


Eu diariamente revisito os fantoches sentimentais dessas silhuetas atuais.

Não sou discípulo das estações, mas cita-las fazem simples palavras galgarem montanhas dignas de um complexo soneto.

Qualquer ambiente consegue sussurrar os segredos à minha pessoa.
Eu procuro não ouvir discretamente.

As fantasias são insípidas, mas ocasionalmente reais.
Ninguém aqui decora os textos por completo, nem improvisa.
Os botões desse controle remoto não funcionam ao seu simples toque.

Não existem emoções incontidas nem mentiras fabricadas.

Os meus passos não marcam seu jardim pois eu flutuo.


De todas as cores eu pintei esse céu. Você não faz idéia do cenário que me inspira em porcentagens cautelosas.
O que meus feitiços conquistam eu vendo. E meu preço será eternamente caro para as suas economias.
Eu não rabisco páginas procurando sintonias perfeitas e concordâncias razoáveis.
Eu faço das bordas do alvo a pontuação mais alta e reino com altivez em meu próprio domínio.

Não enxugo lágrimas de olhos vazios. Não consumo letras vagas para adentrar em ambientes de pouco fascínio.
Não vou me trajar de serpente para rastejar nas suas dependências.

Eu rio com pena.
Forte e fraco o bastante para toda e qualquer coisa.
O equilíbrio não existe, não perca seu tempo pesando suas virtudes na minha balança.

Amassei incontáveis papéis e aprendi que escrever ao vento faz com que minhas idéias alcancem todos os limites.


Ninguém ainda tem poder o bastante para ser suficientemente original em uma escolha paticular.
Ninguém salta de um prédio esperando ser salvo.
Ninguém.


Esses amores baratos expostos aos montes em lojas de conveniência.
Substituindo as balas num troco de pouco valor.

Tropeço em romances finitos, com cores fortes mas perfumes impuros.
Nem tudo o que agrada as vistas merece estar num quadro de aquarela.
O que a alma nos desenha o coração reduz a rabisco.
Ele destrói toda a arquitetura maquiada para apaixonar-se pelas linhas tortas do projeto.

Hoje nem toda essa teoria funciona a plenos pulmões.

É melhor se cortar nos vidros estilhaçados das paixões traiçoeiras do que esperar noites quentes olhando a vida passar por alguma janela de madeira.




SELOS

Confesso que não sou um grande fã de selos. Pra ser honesto eu nem entendo direito a dinâmica deles.
Mas eu vou postar esses que recebi de pessoas incríveis, que realmente lêem cada letrinha tempestuosa que eu deixo cair por aqui.

Obrigado 'B', do blog Silêncio em todo lugar, 'Lu S.' do blog No Recreio, Carolyne Mota, do blog Que seja doce e ao Rodolpho Padovani, do blog A arte de um sorriso.


Agradeço de verdade. Sempre os visito e nunca me arrependo.
Aproveito para dizer obrigado a todos que tem deixado alguma marca por aqui.
Tudo é lido e guardado num lugar pouco seguro mas muito valioso.

 

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

26 comentários

Write comentários
7 de julho de 2010 09:21 delete

'Os meus passos não marcam seu jardim pois eu flutuo.'

Gostei da foto, e do texto nem comento... sempre, sempre lindo.

Bom diiiiiiiiiiiia!

Beijos

Reply
avatar
7 de julho de 2010 10:03 delete

"Ninguém salta de um prédio esperando ser salvo.
NINGUÉM!" ^^

"Esses amores baratos expostos aos montes em lojas de conveniência.
Substituindo as balas num troco de pouco valor." *-*

a mais sincera verdade!

Reply
avatar
Betty Gaeta
AUTHOR
7 de julho de 2010 10:27 delete

Oi Bruno,
Lindo o poema, muito forte!
Bjkas e uma ótima quarta-feira para vc.

Reply
avatar
Ana Carolina Vingert
AUTHOR
7 de julho de 2010 12:36 delete

Estou aqui visitando o teatro das messalinas.
Só pra dizer que , amor. eu curto essa foto.

beijo.

Reply
avatar
Emili
AUTHOR
7 de julho de 2010 18:41 delete

Muito, muito show!
Adorei o violão!
Beijos

Reply
avatar
7 de julho de 2010 18:59 delete

É, tudo é questão de viver e se arriscar né? Não apenas enxergar a vida passar pela frente...
Todo mundo erra e errando é que se aprende... os corações quebrados unem os pedaços mais cedo ou mais tarde...
Ótimo texto =)

Abraços!

Reply
avatar
7 de julho de 2010 22:15 delete

Oi
Minha primeira vez aqui...
Gostei do texto
VocÊ também é músico? [pela foto do violão...]
Sou guitarrista!

Boa semana

;*
Marina

Reply
avatar
7 de julho de 2010 23:06 delete

Gostei muito do que escreveu, gosto muito do que vc escreve, sempre sincero.

Gostei desses trechos:

"Ninguém salta de um prédio esperando ser salvo.
Ninguém."

"O que a alma nos desenha o coração reduz a rabisco."

Lindo aqui. Beijos!

Reply
avatar
7 de julho de 2010 23:32 delete

pois é, de novo sem saber o que dizer.
porque é tanta coisa que gostei que prefiro não retirar apenas uma para comentar.

quanto a janela de madeira, acredito que quase todos vivem por trás dela. o medo do que não se conhece é maior que o desejo de viver.

pelo menos para os comuns, pelo menos para a maioria.

Reply
avatar
Mariposa
AUTHOR
8 de julho de 2010 06:02 delete

Muito bom o blog
gostei da foto e do texto
beijos

Reply
avatar
Amanda Arrais
AUTHOR
8 de julho de 2010 12:05 delete

Acho que às vezes nossos ouvidos se tapam propositadamente pra não ouvir certos segredos, eles podem pesar em nós.

E a amores baratos que substituem balas num troco de pouco valor nunca serão suficiente, nunca serão mais que esmola.

Lindo o texto, gostei muito daqui. =*

Reply
avatar
Mariana
AUTHOR
9 de julho de 2010 16:13 delete

Adorei tudo isso, Brunno.

Como sempre.

Reply
avatar
9 de julho de 2010 19:42 delete

"Eu não rabisco páginas procurando sintonias perfeitas e concordâncias razoáveis.
Eu faço das bordas do alvo a pontuação mais alta e reino com altivez em meu próprio domínio."


Gosto muito do que você escreve,
cada texto me surpreende.!

Reply
avatar
Grafite
AUTHOR
11 de julho de 2010 11:02 delete

"Eu não rabisco páginas procurando sintonias perfeitas e concordâncias razoáveis."

Uma construção de palavras em perfeita sintonia!

beiijo,
*.*

Reply
avatar
11 de julho de 2010 12:11 delete

Cada um tem o seu eu particular e isso não importa a ninguém a não ser se for para completar as pequenas falhas.

Eu gosto daqui, um beijo ;*

Reply
avatar
Karine Melo
AUTHOR
11 de julho de 2010 14:59 delete

Te seguindo tbm, Bruno!

obrigada pela visita!

bju :*

Reply
avatar
Camila Paier
AUTHOR
11 de julho de 2010 21:05 delete

Fico até envergonhada do que escrevo, ao ler o que tu digitas..Como pode, tu combina com muita perfeição as palavras, é uma sensibilidade sem igual, Sr.Bruno!
"ão existem emoções incontidas nem mentiras fabricadas." LINDO
Beijoca

Reply
avatar
JoycErick
AUTHOR
12 de julho de 2010 00:30 delete

Forte e fraco o bastante para toda e qualquer coisa.

Essa frase é tudo temos que ser na verdade, se arriscar, aquele que cai se levanta e segue em frente.

amei teu blog o que escreves estou seguindo
0
uma ótima semana

Reply
avatar
Naia Mello
AUTHOR
12 de julho de 2010 08:26 delete

É verdade. Porque é melhor tentar do que ser inerte. É melhor sofrer agora e ser mais forte depois.
beijão!

Reply
avatar
Emili
AUTHOR
12 de julho de 2010 08:53 delete

Se o céu aos teus olhos parece longe, cabe a mim ceder-te minhas asas pra te ajudar a voar.
Um abço

Reply
avatar
Lu.S
AUTHOR
12 de julho de 2010 11:03 delete

Nossa, adorei, muito bom mesmo!


bjão

Reply
avatar
Cris .
AUTHOR
12 de julho de 2010 19:33 delete

Os meus passos não marcam seu jardim pois eu flutuo.

suspirei fundo nesse momento.

Seguindo !

Bjs

Reply
avatar
12 de julho de 2010 20:59 delete

Antes o tropeço
à inércia!

Um beijo,
Doce de Lira

Reply
avatar
14 de julho de 2010 23:09 delete

"É melhor se cortar nos vidros estilhaçados das paixões traiçoeiras do que esperar noites quentes olhando a vida passar por alguma janela de madeira."
Concordo plenamente, assim como é melhor ler um texto bem construído, inteligente e magnifico como o seu, a ler as tragédias que as pessoas insistem em anunciar 500 vezes na televisao.
Me sinto em outro mundo quando leio seus textos. As vezes em um mundo mais complexo, confesso rsrs, mas um mundo lindo e delicioso de se viver.
Parabenizar ja nem adianta mais neh rsrsrsrs
Beijinhus

Reply
avatar
Lu.S
AUTHOR
16 de julho de 2010 01:02 delete

Oii de novo.

Ah esse texto... essa parte
" Ninguém salta de um prédio esperando ser salvo.
Ninguém." Me fez lembrar um clipe, que é... Arctic Monkeys- Leave Before The Lights Come On. Se você puder... veja, e ai me diga depois o que achou.

Até mais.

Reply
avatar
16 de julho de 2010 12:20 delete

Isso foi um testumunho. De estrutura límpida e com todas as figuras de linguagem empregadas justamente. E é digno de ser relido várias vezes, porque dá para sentir o que você sentiu. Poucos blogs tem essa caractéristica, e quando achamos um, devemos seguir.

Abraço

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.