AS QUATRO LETRAS

terça-feira, março 30, 2010 1 Comments A+ a-



Eu ainda não consegui achar uma associação para tais letras.
Talvez apenas outra resposta para uma pergunta que você ainda nem formulou.

É fato que o amor que nos venderam não foi feito na última poltrona do cinema.
Não estávamos perdidos naquele filme sem título?
As pessoas cronometram seus próprios desejos. Pagam em espécie. Adormecem.
E os sonhos? São apenas guloseimas de padaria?

A decepção é a evolução do amor.
O Último Andar que a Cecília Meireles não quis explicar.
As cores que somem quando o seu melhor sono não vem.

O amor não permite esse eufemismo.
Ele quer seus dois braços pra você acabar voando como Ícaro.
Talvez o segredo esteja ‘no processo’
Talvez a felicidade esteja nisso.

A felicidade está no nó da gravata, no zíper pela metade, de um vestido qualquer.
Está no caminho pro carro, nos depósitos mensais em contas conjuntas.

Está na intenção do beijo, na formação de um abraço.

E é tão difícil de sentir isso em seu momento vitalício.

Imagem: John Georgiou

Redator publicitário, baterista, compositor e escritor - flertando perigosamente com o roteiro. Reflete sobre cultura, pedaços de mainstream e as maravilhas ocultas em pequenas situações do cotidiano.

1 comentários:

Write comentários
Anna Soares
AUTHOR
7 de abril de 2010 01:42 delete

E eu vi dois comentarios nos meus blogs, vim ver de onde saíram. Feliz de ter vindo. Voltarei sempre.

Reply
avatar

Divague, opine, discuta. Coloque sua inspiração no 220v. Toda essa transpiração criativa é o combustível da minha respiração.